Edição 10
Revista Ethnic No.10 Ano:05

 

REVISTA ETHNIC No.10  Ano.05 : ANTROPOLOGIA DAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS

Conteudo desta Edição:

Antropologia das Relações Internacionais, Dra. Maria Leonardo

 

 

Blog de Relações Internacionais

 

 

 Website de Relações Internacionais

 

 x

 ANTROPOLOGIA DAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS

Arquivo completo em PDF

Este ensaio estuda a dimensão da cultura nas relações internacionais. Considera-se que a cultura é, de fato, importante para as relações internacionais. Ela se deslocou da periferia para o centro dos debates internacionais, a partir dos anos 1990, por meio de Katzenstein (1996), Lapid e Kratochwil (1996), Hudson (1997), Wendt (1987, 1989), Onuf (1989), Huntington (1997), Harrison e Huntington (2002). Já os fundamentos antropológicos da cultura aplicados às relações internacionais apóiam-se nos clássicos da Antropologia – Malinowski, Boas, Benedict, Mead e Levy-Strauss. Seguindo o raciocínio empírico proposto, torna-se possível comprovar os efeitos e a influência da cultura e estabelecer o conceito de Antropologia das Relações Internacionais, como o campo do estudo da cultura no âmbito das relações internacionais. Nesse sentido, apresenta-se a seguinte proposição: A dinâmica da cultura atua sob diferentes aspectos e dimensões em todas as esferas das sociedades internacionais, interagindo como um composto de vários elementos estruturais de base no processo das relações internacionais. Ora a cultura atua como base das relações, ora exerce um papel ou uma função, ora produz um efeito ou impacto, ora expressa influência ou relação, ora delineia dimensão ou configuração de relacionamentos, ora agrega valores e traça caminhos estratégicos, ora determina ou norteia comportamentos específicos na arte de relacionar em nível transnacional.

PALAVRAS-CHAVE: Relações Internacionais, Antropologia das Relações Internacionais, Cultura, Antropologia.

INTRODUÇÃO

 Considera-se aqui que a cultura é, de fato, importante para as relações internacionais, e que os fundamentos antropológicos da cultura estão em ampla interconexão com os assuntos internacionais. O tema da dimensão da cultura nas relações internacionais, além da proposta de ser um referencial para a comunidade científica e acadêmica da antropologia e das relações internacionais, dedica-se a servir como ferramentas e estratégias de aproximação cultural que viabilizem uma melhor utilização da cultura no meio internacional. Dessa maneira, a cultura é tida como chave e parceira para as relações internacionais. Abordar a dimensão da cultura nas relações internacionais é especializar-se em um tema fascinante e rico em valores transnacionais e transculturais. A cultura de um povo abrange os elementos distintivos pelos quais ele refere sua identidade ao conjunto de fatores que a definem: língua, espaço, época, religião, parentesco, ideologia, história. Os reflexos e a influência da cultura entre as nações pousam no campo das relações internacionais – ambiente internacional de tudo aquilo que está relacionado às nações e que ocorre através destas. Políticas, negociações, resolução de conflitos, estratégias, instituições, cooperação, integração, desenvolvimento e fluxos transnacionais possuem diferentes colorações de nação para nação. Dessa forma, o meio internacional é permeado de percepções, memórias, emoções, atitudes, valores, estilos, cultura, imagens e história.

 O presente ensaio tem como objetivo geral fazer uma análise da dimensão da cultura no âmbito das relações internacionais, identificando os valores culturais relevantes e seus reflexos na relação entre cultura e relações internacionais no contexto internacional. Alguns objetivos específicos são: identificar e analisar quais são os conjuntos de valores culturais que mais influenciam as relações entre países, e seus efeitos como motores ou inibidores para o desenvolvimento; propor uma teoria específica por uma Antropologia das Relações Internacionais. Partindo do pressuposto que a cultura importa na arena das relações internacionais e de que os sistemas de valores definem o desenvolvimento humano, e que a cultura molda o comportamento dos atores internacionais e das relações entre países, as hipóteses estabelecidas por esta investigação científica são: cultura e identidade se relacionam entre si e é por meio desse par cultural que múltiplas identidades partilham do mesmo território, sofrem transformações e enriquecimento de relações, e reconfiguram o espaço social e as relações internacionais; os reflexos da cultura estão presentes no mapa do desenvolvimento e desigualdades internacionais; cultura e desenvolvimento estão intimamente ligados e se influenciam mutuamente; os valores culturais produzem efeitos como motores ou inibidores para o desenvolvimento; a cultura econômica, a educacional, a étnica e a religiosa formam uma forte rede sociocultural de quatro pontas que entrelaçam os seus valores de uma forma muito significativa na relação cultura e desenvolvimento.

 

 

 

 

 

 

 

 
 
Edições Revista Ethnic
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
Relações Internacionais